domingo, 17 de janeiro de 2016

QUE HORAS ELA VOLTA?

Nunca fui fã do cinema nacional, mas é inevitável dizer o quanto está melhorando nesses últimos anos, talvez porque tenham parado de focar apenas em drogas e prostituição, e começaram a se arriscar em comédias e histórias mais dramáticas... Boa surpresa foi "Que Horas Ela Volta?", um filme que elogiaram muito e precisava conferir pra saber se é tudo isso mesmo.

Título Original: Que Horas Ela Volta?
Estrelado por: Regina Casé
Gênero: Drama
Dirigido por: Anna Muylaert
Estreia no Brasil: 27 de agosto de 2015


Conta sobre a pernambucana Val (Regina Casé) que se mudou para São Paulo para tentar dar melhores condições de vida para sua filha Jéssica (Camila Márdila) que ficou em sua terra natal. Val se acostumou com a vida que tinha, com seus patrões, sendo babá do Fabinho (Michel Joelsas) enquanto sua filha era criada por outros no interior de Pernambuco. Depois de 13 anos, a menina que já é uma mulher, vem morar em São Paulo junto com Val, pois irá prestar vestibular em uma faculdade importante. Então, Jéssica começa a morar junto com Val e seus patrões que no começo lhe recebe muito bem, porém, a menina começou a se acomodar e abusar da hospitalidade, não segue as normas da casa, esquecendo que na verdade é filha da empregada e não dos donos da casa.
Um filme totalmente brasileiro, tem aquele ar do que realmente acontece com muitas famílias do interior por aqui, está longe de ser o melhor filme do mundo, mas posso dizer que a história me prendeu do começo ao fim... Ficava com raiva da folga da Jéssica e ao mesmo tempo com dó da Val que só queria dar uma vida boa pra filha, que parecia não entender a situação.
Enquanto os patrões, confesso que imaginava um pouco diferente, apesar da patroa ter se irritado com a garota, pensei que a briga seria mais feia. A parte mais legal foi os dois garotos estarem prestando vestibular pra mesma faculdade e só a menina passar, ou seja, não precisa ser rico pra ter inteligência, mostrou que qualquer um pode ser o que quiser, desde que tenha força de vontade.
Regina Casé deu um show de atuação, em determinados momentos até esquecia que era ela. Acredito que Karine Teles, assim como Lourenço Mutarelli deixaram um pouco a desejar, mas nada com que estragasse o filme, digo que Regina levou tudo nas costas, pois foi 100% em tudo.
Apesar de não ser um estilo de filme que não agrade todo mundo, não sinto aquela necessidade de ver várias vezes, mas me impressionou e fico feliz o quanto o cinema nacional está crescendo, vale a pena conferir. Foi um verdadeiro tapa na cara da sociedade viu.


Siga nas Redes Sociais
Estranha no Paraíso | Twitter | Instagram | Facebook | YouTube
Snapchat: alineeb8

10 comentários:

  1. Parece muito bom,vou procurar assistir ! :)

    ResponderExcluir
  2. Passou esses dias na globo esse filme, eu assisti, gostei, ri muuuito rs
    Bjo bjoooo
    http://www.obaesmaltes.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Esse filme é muito bom, quando comecei achei que seria mais um daqueles filmes Brasileiros que só fala de brigas, confusão e putaria, mas me surpreendi, esse filme me conquistou!

    Beijos

    mundinhored.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Esse filme é muito bom, quando comecei achei que seria mais um daqueles filmes Brasileiros que só fala de brigas, confusão e putaria, mas me surpreendi, esse filme me conquistou!

    Beijos

    mundinhored.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Que história interessante Aline!!! E a Regina Casé ainda não vi como atriz, apesar de ser figurinha em muitos lugares. Vou ver se acho para assistir aqui na minha cidade.
    Falou e disse, não precisa ser rico, e ás vezes nem tão inteligente, mas ser esforçado.
    Essa mulher é a figura da mulher brasileira: batalhadora e guerreira sempre pensando nos filhos.
    Parabéns pela resenha!!!

    Adorei o blog e já estou seguindo!

    Beeeijos!
    Kerlsk
    http://www.conselhodaamiga.com/
    @kerlsk


    ResponderExcluir
  7. Esse filme é bom pra gente pensar sobre a nossa postura em relação aos patrões e as empregadas/funcionárias. E claro é a inteligencia e o nosso esforço que nos faz entrar na faculdade. Bjus!

    galerafashion.com

    ResponderExcluir
  8. Eu assisti a pouco tempo e realmente ele prende totalmente nossa atenção... é incrivel como achei que fossem acontecer as coisas e me surpreendi pois o filme teve um reviravolta..
    beijinhos!!
    http://siriacocom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Amei a resenha e a forma como escreve, seu jeito de escrita faz o estilo que prende o leitor, parabéns. Sobre o filme: quando vi o treiler achei sem pé nem cabeça e não senti nenhuma vontade de assistir e meu namorado ficpu meio: como esse filme ganhou prêmios?
    Julgamos pelo pedacinho que vimos na TV mas, após sua resenha senti uma vontade lá no fundo de assistir... também não é o gênero de filme que gosto mas, como você disse, saber que nosso cinema está evoluindo é muitoooo bom ♡

    Beijos amei o blog e a forma como escreve!!

    http://prefiromargaridas.blogspot.com

    ResponderExcluir